Bronislaw Malinowski junto as Ilhas Trobiands

Malinowski inicia a pesquisa entre os nativos das Ilhas Trobiand, com o objetivo de penetrar na cultura de um povo e desvandar as suas particularidades.

               As Ilhas Trobriand são atóis coralinos que formam um arquipélago de aproximadamente 440 km² ao longo da costa oriental da Nova Guiné.

  Essa pesquisa de Malinowski, não tem fundamento apenas antropológico, mas também está focada no desenvolvimento de sua metodologia. Malinowski afirma, que existem poucos antropólogos preocupados em apresentar métodos de pesquisa, e julga extremamente necessário que existam métodos e que estes sejam apresentados ao leitor, para que ele compreenda a estrutura dos fatos e consiga observar também de onde as informações surgem e compreender melhor o que lhes é apresentado, principalmente quando se trata de uma pesquisa em campo, no qual o pesquisador e o objeto de pesquisa estão em comunicação.

Os métodos devem ser definidos pelo pesquisador e no decorrer da pesquisa, ele deve moldar esta metodologia de acordo com suas necessidades. O autor afirma que é muito importante estabelecer critérios para organização dos dados colhidos e que o etnógrafo deve ter essa consciência para que sua pesquisa seja

No decorrer da pesquisa entre os nativos, o autor vai estabelecendo os critérios e descrevendo-os como foi formulando essa metodologia. Em todos os momentos, Malinowski demonstra clareza de como os objetos de pesquisa lhe chegam, ora por iniciativa (buscando inclusão no grupo dos nativos), ora simultaneamente (os objetos de pesquisa surgem de situações imprevistas). Ele mostra dessa forma a importância em estabelecer contatos e também a importância em manter-se prevenido e atento ao que acontece em todos os momentos. Um parto, uma briga, um nascimento ou uma morte, por exemplo, são situações que agregam a pesquisa e que surgem involuntariamente. A aproximação com os nativos acrescenta os dados, porém deve ser feita com cautela, pois se deve utilizar a observação antes da aproximação, pois em cada grupo (nativo ou não) são estabelecidas regras sociais e que devem ser respeitadas (umas são utilizadas por simples questão de costumes, outras aparecem como questão de etiquetas e outras podem ser consideradas como uma prática imoral).

O autor cria dessa forma, uma nova forma de buscar fatos e evidências através do trabalho em campo e de uma metodologia científica, que lhe proporciona resultados relevantes.No texto, as informações são transmitidas de maneira organizada, e seus relatos são extremamente detalhistas, semelhante a uma aula sobre aplicações de pesquisa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: