Refletindo após ler O alienista, de Machado de Assis

 

O Alienista trata-se de um conto machadiano, narrado na terceira pessoa, lançado em 1822 na mesma época em que teve inicio no Brasil discussões sobre o darwinismo biológico e social.

Os leitores devem ficar atentos as constantes sátiras e ironias que constituem a narrativa sobre as características físicas de personagens como D. Evarista, esposa do Dr. Simão Bacamarte, que é escolhida porque reunia “condições fisiológicas e anatômicas de primeira ordem. Poderia, assim, gerar filhos robustos, são e inteligentes”. E características comportamentais como as do jovem que “todos os dias, depois do almoço, fazia regularmente um discurso acadêmico, ornado de tropos, de antíteses, de apóstrofes,com seus recamos de grego e latim, e suas borlas de Cícero, Apuleio e Tertuliano”, sátira do autor aos discursos intelectuais daquele período em que recitar grego e latim fazia parte dos bons costumes da elite burguesa

Casa de Orates

Com a chegada do médico da Corte Dr. Simão Bacamarte a sua terra natal, a Vila de Itaguaí ganha no primeiro capítulo a Casa de Orates, que podemos entender por “casa de loucos”.

O Dr. Simão Bacamarte busca nas redondezas indivíduos desequilibrados, e estes serão objetos de estudos para aquilo que ele acredita ser uma nova descoberta científica.

Batizada de Casa Verde, a casa de Orates localizada na Rua Nova, a mais bela rua da de Itaguaí naquele tempo, aos poucos vai ganhando seus primeiros hóspedes. E enquanto os moradores da Vila Itaguaí se surpreendiam com a quantidade de loucos existentes naquela região,  Dr. Simão Bacamarte sempre fiel aos seus princípios científicos alegava que a maioria dos casos estavam em suas casas, trancados e sendo zelados pela família, entretanto um cuidado especial é necessário para a descoberta da cura.

O saber e o Poder

A persistência do médico vai longe, e logo passa a diagnosticar a loucura em todo e qualquer ato que o surpreenda de alguma maneira, e com o passar do tempo Casa Verde precisa ser ampliada para acomodar um número cada vez maior de doentes mentais que precisam ser internados, observados e tratados. Os que fugiam do padrão de normalidade definido pelo médico, rapidamente eram levados para a Casa Verde, a exemplo os vaidosos, como o albardeiro Mateus, os excessivamente corteses, como Gil Bernardes, os emprestadores de dinheiro, como o Costa, e, dentre todos eles, a própria esposa, Dona Evarista, que passara a noite hesitando entre um colar de granada e outro de safira para ir ao baile.

Sociedade Disciplinar

É importante lembrar que o Dr. Simão Bacamarte tem por objetivo definir através da ciência o reino da loucura e do perfeito juízo, e para isso faz-se necessário separar os loucos dentro da própria Casa Verde, como afirma o médico ao seu amigo do boticário Crispim Soares:

“O principal nesta minha obra da Casa Verde é estudar profundamente a loucura, os seus diversos graus, classificar-lhe os casos, descobrir enfim a causa do fenômeno e o remédio universal. Este é o mistério do meu coração. Creio que com isto presto um bom serviço à humanidade”.

Esse é mais um texto envolvente de Machado de Assis, e diversos aspectos poderiam ser extraídos para análise. Entretanto chamou-me a atenção a abordagem de Machado de Assism para questões apresentadas posteriormente por Michel Foucault em seu estudo proposto sobre a arqueologia do saber e sociedade disciplinar.

Foucault ao falar sobre a sociedade disciplinar, aponta suas características essenciais como a distribuição dos indivíduos em espaços individualizados, classificatórios, combinatórios, isolados e hierarquizados, tal como fez o Alienista ao separar e classificar seus doentes, exercendo o poder através do saber.

Acredito que fazer essa ponte entre esses dois excelentes autores, levaria demasiado tempo,porém julguei importante esse post para indicar a leitura do nosso grande Machado de Assis, e propor uma reflexão sobre a riqueza de suas obras.

Caso desejem ler o conto na integra, segue indicação de site com diversos escritos do autor.

http://www2.uol.com.br/machadodeassis/  Boa leitura!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: